Ida ao Baeta!

O piolho nasceu cabeludo. E nunca perdeu o cabelo.

Há uns tempos atrás, cortei-lhe a "franja", porque o cabelo andava sempre nos olhos. Mas há uns dias, que reparei que o pescoço, atrás, estava com borbulhitas por causa do calor (e obviamente do cabelo). Em conversa com a minha cabeleireira, comentei que o piolho sofria com o calor, e o cabelo não estava a ajudar em nada. Ela disse as palavras mágicas: "eu corto-lho!". (sim, porque eu não tenho coragem de o fazer by myself...para além de ter uma pericia de trolha, tinha um medo desgraçado de o magoar).

Então, hoje, lá fomos. Fui munida da bonecada, que surpreendentemente...não foi precisa. O "trabalhinho" foi feito em 10 minutos sem birras. Só começou a choramingar quando ela lhe cortava perto das orelhas...mas nada que o reportório das musicas preferidas do piolho, cantadas por mim, não resolvesse!

E ficou (ainda mais) lindo!

tags:
desabafo por F. às 17:38
link do post | Diz aí | favorito